Dia de Dom Bosco é marcado por ações - Unisales

Dia de Dom Bosco é marcado por ações

O dia 16 de agosto marca a data de nascimento de São João Bosco. Nascido na Itália, em 1815 Dom Bosco ficou conhecido como apóstolo da juventude e foi o fundador da Congregação Salesiana. Em celebração à data que completaria 207 anos, as A Presença Salesiana de Vitória realizou uma programação especial.

Na unidade do Colégio Salesiano Nossa Senhora da Vitória e do Centro Universitário Salesiano – UniSales, em Vitória, foram realizados quatro momentos de missas, envolvendo também os alunos e educadores do Centro Salesiano do Adolescente Trabalhador (Cesam-ES) e o Pré-Vestibular Dandara. Durante a homilia, o Pe José Luiz Vidal propôs uma reflexão a respeito do sonho de Dom Bosco e o alcance atual. A obra salesiana iniciou com o jovem Bartolomeu Garelli, que não sabia ler, escrever ou rezar, mas sabia assoviar, hoje segue buscando se aproximar dos mais jovens em mais de 130 países no mundo.

Para os estudantes do Ensino Fundamental Anos Iniciais, a homenagem aconteceu no momento do Boa Tarde que contou de forma lúdica a história do fundador dos salesianos. Por meio de estratégias circenses como a música, os esportes e o teatro ele se aproximava dos jovens. Em alusão a Dom Bosco na corda bamba, o padre lembrou dos desafios, tensões, anseios e a ansiedade que sentimos, mas que não podemos deixar que tais aflições nos façam perder o foco em Jesus para chegarmos aos objetivos almejados.

No Colégio Salesiano Jardim Camburi, também em Vitória, a celebração eucarística foi realizada em dois momentos envolvendo toda a comunidade educativa. Celebrada pelo Pe Marcelo Vicente de Paula, o momento propôs uma reflexão a respeito da frase de São João Bosco, “Basta que sejam jovens para que eu os ame muito”, que não colocou qualquer condição de raça, classe ou religião, mas determinou o amor e o respeito ao próximo e aos mais jovens como um alicerce da educação salesiana. Ressaltou ainda que a reflexão se faz atual e ainda mais necessária no momento em que vivemos, onde os bens materiais e marcas se sobrepõem às pessoas.

Estudantes puderam optar por atividades alternativas

Durante os momentos, os estudantes também puderam optar por participar das missas ou de atividades alternativas. Como uma sessão de filme no auditório ou atividades na biblioteca.

No turno matutino, o professor Lucas Pereira Campos, do Colégio Salesiano de Jardim Camburi, acompanhou os alunos e afirmou:

“Por ser uma escola confessional, nossa escola promove atividades confessionais como a missa. Entretanto, nossa escola acolhe profissionais e estudantes que escolhem estudar na escola mesmo não professando a fé católica. É muito positivo que a escola proporcione este momento para aqueles que são de outras denominações ou que não tenham uma religião. As religiões são um traço da nossa sociedade, por isso é preciso conhece-las, estuda-las e trabalha-las, como se faz na ciência das religiões. Sempre temos essa acolhida à diversidade religiosa, esse é um traço muito importante da nossa escola”.

Logo Unisales