Empreendedorismo sustentável: o único caminho para um futuro de sucesso

Empreendedorismo sustentável: o único caminho para um futuro de sucesso

O empreendedorismo tem inúmeras possibilidades, mas uma delas está ganhando cada vez mais espaço entre as marcas e entre os consumidores. É o empreendedorismo sustentável, que alia a geração de lucros com iniciativas socioambientais.

Mais que uma tendência, esse tipo de empreendedorismo já é quase obrigatório para ter espaço no mercado. Ele gera resultados no desempenho da empresa, motiva os colaboradores e ainda ajuda o nosso planeta. 

Neste post, vamos explicar o que é o empreendedorismo sustentável e mostrar como aplicá-lo. Continue a leitura!

O que é empreendedorismo sustentável?

Empreendedorismo sustentável é um tipo de empreendedorismo que envolve não apenas a produção e o lucro, como também a atenção com o impacto ambiental e social das atividades da empresa. Neste modelo de negócios, os ganhos financeiros são importantes, mas estão sempre alinhados ao comprometimento com a sociedade e com o meio ambiente. Ou seja, sua característica principal é a gestão humanizada, que não considera apenas números e metas, como também as consequências de seus projetos, produtos e serviços para o mundo.

Para praticar o empreendedorismo sustentável é necessário que a organização adote um posicionamento contra o desperdício e a degradação ambiental. Ela deve demonstrar preocupação com as pessoas afetadas por suas atividades, sejam elas colaboradores, a população no entorno das instalações ou os consumidores de seus produtos, por exemplo.

Podemos dizer ainda que o empreendedorismo sustentável é um tipo de empreendedorismo menos individualista e mais benéfico para a sociedade. É uma alternativa equilibrada de empreender e se comprometer com a sustentabilidade, ainda que de maneira local.

A expansão do empreendedorismo sustentável

De acordo com uma pesquisa realizada em 2017 pela Unilever, um terço dos consumidores prefere adquirir produtos de marcas que são comprometidas com causas sociais ou ambientais. A partir dela, foi constatado que as pessoas escolheriam marcas mais sustentáveis se suas embalagens e propagandas deixassem claras suas ações de sustentabilidade. 

Diante disso, vemos que o empreendedorismo sustentável está crescendo no Brasil e no mundo. Cada vez mais empresas adotam esse tipo de empreendedorismo, que movimenta mais de 60 bilhões de dólares e cresce 7% a cada ano. 

Como ser um empreendedor sustentável?

O discurso da sustentabilidade é comum, mas aplicar verdadeiramente esse conceito requer ação. Ter esse diferencial requer algumas iniciativas, que fazem toda a diferença para ser um empreendedor sustentável. Veja aqui como começar:

Estabeleça sua missão

Na hora de fundar ou de remodelar uma empresa, é muito importante estabelecer objetivos. O famoso trio “missão, visão, valores” parece simples, mas requer muita reflexão sobre o papel da empresa na sociedade e como ela quer ser reconhecida.

A Missão, em específico, é o motivo da empresa existir, seu propósito e foco de todos os esforços dos colaboradores. Na Missão de empresas que praticam o empreendedorismo sustentável, deve haver uma referência ao seu lado socioambiental. 

Ou seja, use a Missão para dizer o que sua organização pretende fazer pelo mundo. Veja o exemplo da empresa Eucatex, que produz pisos, portas e painéis de MDF: “Missão: Utilizar recursos naturais de forma sustentável para gerar florestas renováveis de alta produtividade, com custos competitivos, promovendo o crescimento social”. 

A Missão serve como orientação para os funcionários, para formar a cultura organizacional e para mostrar aos clientes qual é o seu objetivo principal. Ela deve ser clara e direta, e pode mudar à medida que a empresa cresce.

Estudo das atividades da empresa

Para caminhar em direção à responsabilidade socioambiental, é preciso analisar o funcionamento da empresa e encontrar focos de melhoria. Para isso, você pode conversar com os responsáveis por cada setor ou rever os processos planejados para cada um deles. Assim, as tarefas de rotina são avaliadas e repensadas.

Contabilize o desperdício que a sua organização produz, seja em material de escritório, copos descartáveis ou qualquer outro. Pense em medidas de redução de desperdício, como distribuir canecas personalizadas, diminuir o consumo de energia elétrica, de água ou reduzir o uso de papel, por exemplo.

Considere a origem dos insumos usados na sua empresa, dando prioridade aos fornecedores que também têm iniciativas sustentáveis. Reduzir o uso de matéria prima animal ou de produtos que são testados em animais é outra forma de diminuir o impacto ambiental sem alterar nenhum processo interno. A reciclagem também é de fácil adoção e impacto positivo na natureza.

Reflita ainda sobre o impacto da empresa, seja em termos econômicos ou ambientais. As pessoas que moram ou trabalham no seu entorno podem se beneficiar das suas atividades de alguma forma? Se você estiver com dificuldade para visualizar uma forma de impactar positivamente a comunidade, converse com uma ONG ambiental da sua região em busca de parceria.

Equipe diversa

Você sabia que equipes com diversidade são mais produtivas e criativas? Contratar pessoas de etnias, gêneros e orientação sexual diferentes entre si é benéfico para a empresa e também para a sociedade.

A inclusão de pessoas historicamente discriminadas contribui para que elas tenham maior representatividade e melhorem suas condições de vida, diminuindo assim o preconceito no futuro.

A inclusão pode ser usada no projeto de marketing da empresa, ao mesmo tempo em que é uma poderosa ferramenta de inovação

Consciência coletiva

Além do fundador da empresa, é importante que todos os funcionários estejam atentos aos objetivos e princípios da organização. Por isso, criar uma consciência socioambiental coletiva é importante.

Assim, faça uma reunião com os colaboradores e explique a missão da empresa, mostrando o que é importante para aquela organização, além dos resultados financeiros. Fale sobre educação ambiental, preservação, consumo responsável, entre outros temas que se relacionam com as atividades da empresa.

Investir na conscientização é fundamental para que todos utilizem os recursos de maneira responsável e sigam as orientações da diretoria. O empreendedorismo sustentável funciona muito melhor quando todos os envolvidos trabalham com a mesma finalidade, e não apenas seguem normas.

E o empreendedorismo verde?

Empreendedorismo verde é um dos ramos do empreendedorismo sustentável e é definido como o tipo de empreendedorismo que inclui ações para preservação da natureza, aliadas aos objetivos empresariais. 

Uma empresa verde é aquela que se baseia em três fundamentos: reutilizar, reduzir e reciclar. Assim, são organizações com pouco ou nenhum desperdício, consumo consciente e diminuição do lixo. 

Tornar-se um empreendedor sustentável é um desafio que vale a pena. Ter um impacto positivo no mundo é uma grande motivação e o valor de mercado de produtos e serviços sustentáveis promete continuar crescendo.

Aqui no UniSales, você recebe todo o apoio para se tornar um empreendedor ou empreendedora sustentável. Conheça os cursos do UniSales MOB e os diferenciais que te ajudarão a empreender com sucesso nessa área!

Logo Unisales