• Home
  • Notícias
  • Acadêmicos tem artigo publicado no Journal Infection Control

Acadêmicos tem artigo publicado no Journal Infection Control

Acadêmicos tem artigo publicado no Journal Infection Control

No último mês, o artigo ‘Prevalência de Staphylococcus sp. fermentador de manitol e perfil de suscetibilidade frente aos antimicrobianos em profissionais da enfermagem e indivíduos da comunidade’ escrito pelos acadêmicos Kayke de Lima Barbosa e Thayná Vieira da Silva, do curso de Farmácia, foi publicado no Journal Infection Control, um jornal científico internacional.

O artigo foi desenvolvido após o estudo epidemiológico a partir de um Projeto de Iniciação Científica do UniSales, orientado pela profª Fabiana Marques. O objetivo da pesquisa foi identificar a prevalência da bactéria Staphylococcus Aureus em profissionais da Enfermagem e pessoas na comunidade. Ela está associada a diversas infecções, como a endocardite e furúnculos. Ela é uma bactéria oportunista, pois coloniza o corpo comensalmente, ou seja, de maneira comum, já que faz parte da flora bacteriana, e havendo alguma debilidade do sistema imunológico, pode causar algum tipo de infecção. Além disso, os estudos apontam que profissionais da Enfermagem são colonizados por essas bactérias e se tornam resistentes aos antibióticos. E no contato com o paciente, podem complicar o quadro ou até ser transmitidas novas infecções.

De acordo com Kayke, sempre tive uma paixão pela ciência.“Desde que entrei na faculdade, sempre tive interesse pela ciência. Já no 3º período tive contato com a Pesquisa Científica, fui bolsista e desenvolvi diversos projetos. A partir da experiência na Iniciação, fui aceito no Laboratório de Endocrinologia e Toxicologia Celular da Ufes para desenvolver um projeto, o qual será o meu projeto de mestrado, em que investiga os impactos da contaminação por xenobióticos, como os organoestanhos, no desenvolvimento das glândulas mamárias de ratas”.

“A medida em que as bactérias se tornam resistentes aos antibióticos, precisam ser desenvolvidos novos produtos, porém esse não é um processo rápido ou barato. A partir dos estudos epidemiológicos, ajudamos a indústria farmacêutica na síntese de antimicrobianos para combater essas novas cepas bacterianas. A partir do estudo, identificamos uma alta taxa de bactérias na comunidade, e percebemos a resistência a todos os antibióticos testados”, explicou o aluno.

Leia o artigo farmácia na íntegra.

Logo Unisales