Como ter mais concentração para estudar

Como ter mais concentração para estudar

A todo o tempo, seu cérebro está colhendo informações sobre o mundo ao redor, sobre seu corpo e sobre a sua ação naquele momento. É necessário um certo esforço para que ele deixe de lado alguns estímulos e mantenha o foco em uma única atividade, como ter mais concentração para estudar, por exemplo.

A concentração é a nossa capacidade cerebral de ignorar as distrações do ambiente e da nossa própria imaginação para manter o pensamento em um assunto ou atividade específica. 

Conseguir se concentrar é a chave para ser mais produtivo, cometer menos erros e melhorar seu desempenho em todas as atividades da vida.

No caso dos estudos, a concentração faz com que seu aprendizado seja de maior qualidade, com uma compreensão mais rápida da matéria e com conhecimento de bases mais sólidas.

Entretanto, sabemos que nem sempre é fácil manter a concentração. Principalmente quando o assunto não é muito interessante, a tendência é se dispersar. Por isso, o UniSales preparou este pequeno guia, ensinando como ter mais concentração para estudar. Confira!

Prepare seu corpo

A disposição física interfere muito na nossa capacidade de concentração. Afinal,como ter mais concentração para estudar se você está como fome, com sono ou exausto mentalmente? É claro que fica muito mais difícil.

Desse modo, é importante alimentar-se bem, dormir pelo menos 8 horas por noite e beber muita água. Lembre-se de ingerir alimentos que forneçam energia mas não sejam muito pesados, pois seu organismo precisa de força para manter a concentração.

Use a metacognição

Metacognição é nossa consciência sobre nossos próprios processos cognitivos. Ou seja, nossa capacidade de refletir sobre nossos próprios pensamentos. 

Usar a metacognição nos estudos significa perceber com quais recursos o seu cérebro aprende mais rápido e quais são os pensamentos que causam devaneios, por exemplo.

A partir da metacognição, você pode administrar melhor seus pensamentos e entende como ter mais concentração para estudar.

Notar de que maneira sua mente funciona pode, inclusive, definir seu horário de estudo, uma vez que cada pessoa tem períodos produtivos diferentes ao longo do dia. Identificar em qual momento do dia você começa a se sentir cansado também é uma boa estratégia.

Não seja multitarefas

Entre os fatores que mais afetam a concentração dos estudantes é a crença de que é possível fazer duas coisas ao mesmo tempo. O resultado é um aprendizado raso e um conteúdo facilmente esquecido. 

O que chamamos de multitarefa pode funcionar em outros casos, mas para um estudo de qualidade é preciso deixar que o cérebro processe as informações uma de cada vez.

Assim, estudar enquanto conversa sobre outros assuntos ou enquanto assiste TV, por exemplo, faz com seu cérebro precise alternar o foco várias vezes, tornando a concentração muito difícil.

Faça pequenas pausas

Não ser multitarefas não significa que você não pode fazer pausas ou se distrair de vez em quando. Pequenas pausas estratégicas são essenciais para quem quer melhorar a performance nos estudos. 

Para entender como ter mais concentração para estudar, pense em seu cérebro como uma máquina. Ele não é uma fonte inesgotável de concentração. Por mais que você se esforce, ele só consegue manter o foco por determinado tempo, depois acaba se distraindo. 

Dessa maneira, o recomendado é estudar por cerca de 50 minutos e então fazer pausas de até 10 minutos, que permitam descansar o cérebro. É um momento de relaxar, fazer um lanche, entrar no WhatsApp ou assistir um vídeo divertido. Sair para dar uma volta ao ar livre é ótimo para revigorar a mente.

Existem apps que podem ajudar a controlar esse tempo e até um método, chamado Pomodoro, que consiste em dividir seu tempo de trabalho ou estudo em blocos e pausas, para aumentar a produtividade. 

Organize o ambiente

Organizar o ambiente é um passo simples, mas que propicia uma grande mudança prática. Com a organização, fica mais fácil encontrar os materiais de estudo e se livrar das distrações. 

Deixe seu celular longe, para que entrar nas redes sociais não seja mais uma ação automática ao perceber as notificações na tela. Tente também ficar longe de sons como a TV, os vizinhos e até sua família. 

A quantidade de luz no ambiente também é importante para que você não force a visão. Se possível, deixe entrar a luz do sol, que ajuda a regular o ritmo circadiano do corpo e assim favorece o funcionamento do cérebro.

Além disso, a postura ruim ou móveis do tamanho errado podem gerar distrações, afinal ninguém consegue se concentrar sentindo desconforto ou dor.

Siga horários

Organizar seus estudos em um cronograma e seguir os mesmo horários diariamente, criando uma rotina, é uma maneira eficaz de treinar sua mente para ter mais concentração. 

Quando os estudos são em horários variados ou não seguem um padrão de duração, você demora mais para encontrar o foco, pois o seu cérebro ainda não sabe que aquele momento exige concentração.

Lembre-se do seu objetivo

Mais do que treinar o cérebro para se concentrar com facilidade, para manter o interesse nos estudos é importante ter motivação. Sem motivação, o aprendizado torna-se sem sentido e muitas vezes dá lugar à simples memorização.

Por isso, mantenha em mente o seu objetivo com os estudos. Pode ser entrar para a faculdade dos seus sonhos, passar em um concurso ou até escapar da recuperação na escola, o importante é se lembrar com frequência da importância de estudar com dedicação. 

Lembre-se que seu futuro depende dos estudos, e que com concentração será mais fácil e mais rápido aprender. É o seu objetivo que deve guiar seu comportamento.

A concentração exige esforço, mas será cada vez mais fácil conquistá-la seguindo nossas dicas. Manter o foco é essencial para um aprendizado profundo e duradouro.

Mais do que estudar todo o conteúdo, é importante ter um tempo de estudo de alta qualidade. Por isso, não deixe de conferir o e-book Educação do Futuro: desenvolva seu potencial e tenha uma carreira de sucesso!

Logo Unisales