Ensino híbrido: personalizando experiências no ensino superior

Ensino híbrido: personalizando experiências no ensino superior

Ensino híbrido ou blended-learning é uma metodologia que une o melhor do ensino presencial e do ensino a distância, oferecendo ao estudante uma formação mais completa e flexível.

Combinando três pilares essenciais — atividades presenciais orientadas por tutores, conteúdos disponibilizados online e tempo livre de estudos estruturados —, o ensino híbrido é uma tendência mundial e traz uma série de benefícios para o estudante.

Saiba agora quais são as vantagens e desvantagens do ensino híbrido!

Mais interação direta

Como dito anteriormente, no blended-learning ou ensino híbrido, o estudante tem aulas presenciais e virtuais de forma combinada.

As aulas virtuais são gravadas com antecedência e disponibilizadas em um ambiente de aprendizagem online. Dessa maneira, o aluno pode acessá-las quantas vezes for necessário para absorver o conhecimento.

Durante as aulas presenciais, o intuito é que o aluno aplique na prática todo o conteúdo aprendido virtualmente, ganhando tempo e desenvolvendo competências junto com colegas e sob orientação de um professor ou tutor.

Mais controle sobre seu ritmo de aprendizado

No ensino híbrido, você define seu cronograma de estudos virtuais, podendo estudar um pouco a cada dia ou então concentrar todas as aulas em um só dia.

A única questão a observar é que você não deixe acumular tanta matéria, para que não chegue às aulas presenciais despreparado.

Afinal, o objetivo é que nos encontros presenciais você apenas tire dúvidas com o professor e aprenda a aplicar o conhecimento na prática junto com seus colegas.

Metodologias inovadoras de aprendizagem

O ensino híbrido faz uso da metodologia sala de aula invertida, em que o aluno estuda antes de comparecer às aulas. Mas este não é o único recurso.

Também são utilizadas metodologias como a PBL (Aprendizagem Baseada em Problemas ou Projetos), a gamificação, a avaliação continuada, entre outras.

Essas metodologias tornam as aulas mais dinâmicas e focadas no mercado de trabalho, algo que contribui para que os alunos cheguem mais preparados para enfrentar os desafios de suas profissões.

Mais responsabilidade sobre a sua própria carreira

Levando em consideração que o primeiro passo para participar das aulas de forma ativa vem de você, aluno, é possível concluir que essa é uma grande responsabilidade.

Não é o professor quem vai puxar o assunto ou obrigar você a assistir as aulas gravadas, realizar os exercícios online e levar para os encontros presenciais as dúvidas e questionamentos surgidos durante os estudos.

Nesse sentido, o blended-learning ou ensino híbrido exige um pouco mais de proatividade por parte do estudante. Em contrapartida, oferece a flexibilidade que você precisa para organizar sua agenda e estudar quando melhor lhe convém.

Maior aderência ao mercado de trabalho

O mercado de trabalho exige profissionais qualificados e, na medida do possível, experientes. Por essa razão, a falta de práticas durante a faculdade pode se tornar um fator limitante para o acesso a melhores oportunidades de emprego.

No entanto, quem faz um curso estruturado por meio do ensino híbrido tem a chance de praticar e experimentar o dia a dia da profissão ainda durante as aulas.

Isso é feito por meio do estudo de casos reais, desenvolvimento de projetos em conjunto com colegas e análise de situações semelhantes às vivenciadas no mercado de trabalho.

Agora que você já sabe o que quer dizer ensino híbrido e quais são as vantagens e desvantagens dele, não vai querer ficar de fora, não é? Então inscreva-se no vestibular do UniSales – Centro Universitário Salesiano!

Logo Unisales