• Home
  • Dicas de estudo
  • O que são competências técnicas e comportamentais e por que você deve desenvolvê-las?

O que são competências técnicas e comportamentais e por que você deve desenvolvê-las?

O que são competências técnicas e comportamentais e por que você deve desenvolvê-las?

Profissionais em constante desenvolvimento são os preferidos das empresas. E o motivo é óbvio: o mercado de trabalho é dinâmico. Ele muda o tempo todo e exige novas competências técnicas e comportamentais como nunca.

Mas você sabe o que são competências técnicas e comportamentais? E como desenvolvê-las? Continue a leitura e descubra!

O que são competências técnicas?

Competências técnicas são aquelas específicas de uma profissão. Elas são adquiridas por meio de cursos, palestras, treinamentos e cursos superiores. Como exemplo, podemos citar: excel, planejamento estratégico e gestão de redes sociais.

O desenvolvimento de competências técnicas é fundamental para que uma pessoa trilhe uma carreira de sucesso em determinado segmento, como Administração, Marketing ou Logística, por exemplo.

E as competências comportamentais?

As competências comportamentais são mais subjetivas do que as técnicas e estão relacionadas ao comportamento do profissional. Paciência, resiliência, gestão de conflitos e comunicação interpessoal são alguns exemplos.

Embora sejam reflexo das experiências de vida e de como o profissional reage a cada situação, as competências comportamentais também podem ser desenvolvidas e aprimoradas. Tudo o que você tem a fazer para adquiri-las é encontrar o lugar certo para orientá-lo no processo.

Por que desenvolver competências técnicas e comportamentais?

As competências técnicas são essenciais para que você desenvolva uma atividade muito bem. Elas são o principal critério avaliado por recrutadores no momento de uma contratação.

Digamos que você esteja se candidatando a uma vaga de analista de marketing digital. Para exercer sua função, é necessário ter conhecimento de publicidade programática, gestão de redes sociais, otimização para mecanismos de buscas, entre outros. Essas são competências técnicas que podem ser aprendidas ao longo de uma graduação, por exemplo.

Para o mesmo cargo, também são solicitadas habilidades como trabalho em equipe, flexibilidade e oratória, já que você terá que apresentar projetos à direção da empresa. Essas são competências comportamentais, as quais não são, necessariamente, ensinadas em uma graduação.

A união dessas duas categorias de competências forma um profissional completo, capaz de interagir com o ambiente empresarial em todas as suas nuances.

Também são as competências técnicas e comportamentais somadas que dão a você a capacidade de se desenvolver como membro de uma sociedade, agregar valor ao seu trabalho e, futuramente, se tornar um líder de equipe.

Como unificar as competências técnicas e comportamentais a partir de agora?

Se você está iniciando uma graduação, procure por uma instituição que entenda a necessidade de desenvolver essas duas vertentes profissionais de forma conjunta.

Afinal, de nada adianta ser um expert em determinada área se você não consegue se relacionar com os colegas de trabalho ou apresentar suas ideias de forma clara e objetiva, não é?

Diante disso, busque por metodologias de ensino-aprendizagem que priorizem o seu desenvolvimento integral, como a aprendizagem baseada em desafios, por exemplo.

Nesse método, o estudante é convidado a desenvolver soluções o tempo todo, pautando-se em problemas reais do mercado de trabalho. Para tanto, é necessário interagir com colegas, pesquisar em várias fontes de conhecimento, desenvolver hipóteses e testá-las.

Além, é claro, de apresentar seu ponto de vista a outras pessoas, o que contribui para a aquisição de competências como comunicação verbal e corporal, oratória, assertividade e resiliência.

Quer ganhar tempo e desenvolver competências técnicas e comportamentais ainda na graduação? Conheça o UniSales MOB!

Logo Unisales